"Por causa da muralha, nem sempre se consegue ver a lua"





"Guimarães como centro do mundo, inimitável, insubstituível, palco de uma humana energia que retorna ciclicamente, plena de silenciosas cumplicidades por entre as pedras da calçada, interioridade e aparência, espaços nus clamando presenças vivas, e os sinos, eternos, solidamente implacáveis, companheiros de todas as horas, como um rio subterrâneo a lembrar a memória de que ontem será sempre amanhã também."



DATAS E HORÁRIOS
9 de Janeiro a 3 de Fevereiro de 2013
quarta a sábado às 22h00 e domingo às 17h00
Teatro Meridional, Lisboa 



FICHA TÉCNICA
Criação: Teatro Meridional
Encenação e desenho de luz: Miguel Seabra
Interpretação: Carla Galvão, Romeu Costa, Rui M. Silva, Rui Rebelo, Susana Madeira e Vítor Alves da Silva
Espaço cénico e figurinos: Marta Carreiras
Música original, espaço sonoro e selecção musical: Rui Rebelo
Coprodução: Teatro Meridional - Associação Meridional de Cultura e Guimarães - Capital Europeia da Cultura 2012


Sem comentários: