Pavlova


  
Hoje é dia da Mãe e como sempre preparamos um bolinho. Este ano aventurei-me nas Pavlovas... uma longa história esta minha com as pavlovas, já experimentei várias vezes sem sucesso, agora também não ficou como desejei mas está minimamente aceitável...uma aventura!
Mas o que realmente desejo neste dia não é apenas que a pavlova me saía muito bem, mas que estes momentos em família e juntos com a nossa Mãe se repita por muitos e longos anos cheios de amor, saúde e felicidade.


Ingredientes:
  • 8 claras de ovo (podem ser congeladas, e aqui o turbo simplifica tudo)
  • 480 g de açúcar (eu coloco açúcar em pó, a bimby faz)
  • 1 colher de sopa de amido de milho (a famosa Maizena)
  • 1 colher de sopa de vinagre de sidra
  • uma pitada de sal

Preparação:
Pré aquecer o forno a 110ºC. Colocar as claras e a pitada de sal no copo e programar 8 min/vel 4, assim que começarem a montar, ir juntando aos poucos o açúcar mas sempre com a bimby em funcionamento. Juntar o amido de milho e o vinagre. Entretanto preparar a folha de papel vegetal, há quem faça uma circunferência e depois deite o merengue dentro desse contorno. Eu coloco um prato que dê para ir ao forno e por cima coloco a folha de papel vegetal, esta segunda técnica é boa para casos como este que me aconteceu, o merengue não ficou muito bem montado, não sei o que se passou mas quando terminei de colocar o açúcar (que coloco pouco a pouco) ele desmanchou, mas não ia perder aquela quantidade de ingredientes então dividi o preparado por dois pratos, o prato como não é totalmente plano faz com que o merengue não se espalhe e se mantenha dentro dos contornos que lhe quero dar e depois vão ao forno ao mesmo tempo a 110ºC durante 30 minutos, de seguida baixa-se a temperatura para 90ºC e deixa-se no forno mais 1h30 minutos, e quando o tempo terminar desligar o forno e deixar arrefecer o merengue lá dentro.
Coloquei as pavlovas uma por cima da outra e recheei com iogurte grego e por cima decorei com frutos vermelhos, é uma receita que leva muito açúcar e o contraste com a acidez dos frutos vermelhos fica perfeita.

2 comentários:

Isa Maria disse...

Interessante... ainda ontem vi no master chefe australiano duas concorrentes a fazerem Pavlov e n sabia o q era, e essa do amido tb não. Hei-de experimentar.

Joana Carmo disse...

Eu sempre achei que têm um aspecto muito delicioso mas nunca provei nem fiz ... Na altura de escolher, acabo sempre por optar por outras coisas mas talvez dê uma experimentadela um dia destes ! :D

Esta ficou muito bonita !