O lado bom do Facebook



Tento {nem sempre com êxito} extrair coisas boas de situações que me vão acontecendo, das coisas que vou usufruindo, de tudo um pouco à minha volta, sou daquelas pessoas que vejo o copo meio cheio...
Por conseguinte o melhor que vejo do facebook é o facto de podermos acompanhar diariamente aqueles que gostamos e de darmos a eles um pouco de nós. Se pararmos para pensar, hoje em dia temos família, amigos e colegas de trabalho no estrangeiro, uns mais perto e outros tão longe que temos as horas trocadas e que se não fossem estas redes sociais a comunicação dava-se mas de uma forma mais esporádica. Reencontram-se amigos e colegas, divulgam-se associações, ajudam-se pessoas, criam-se eventos e facilita-se toda a comunicação criada para grupos. As marcas aproxima-se mais do cliente e comunica-se quase em tempo real para se solucionar problemas, dá-nos alertas de aniversários para os mais distraídos, trocam-se ideias, receitas, partilha-se musicas e talentos enfim...tantas coisas positivas, e depois vêm os resistentes a esta tecnologia esquecem-se que o problema não está no facebook mas na forma como damos uso a isso, e esse uso é reflectido na forma como cada um de nós comanda a sua vida. Mas cá no fundo acho piada a estes fundamentalistas que não têm facebook e que à mínima oportunidade cuscam e comentam através da conta de outra pessoa. Sabem o que é que isto me faz lembrar? A altura em que começaram a chegar os telemóveis, que todos recusavam ter um e nem sequer percebiam a sua necessidade e que hoje em dia não passam sem ele. Eu não passo sem o meu porque gosto das tecnologias que existem para me servir e me facilitar a vida, sempre da forma mais positiva e útil.

2 comentários:

Marlene Teixeira disse...

As redes sociais bem utilizadas,têm mais aspectos positivos do que negativos...quem começa a usar, não consegue parar! :) A minha mãe por exemplo nunca teve, e agora está sempre no facebook, é um vício! :)

É bom estarmos ligados numa rede global! :)

Beijinhos*

O melhor vem a seguir disse...

#Marlene Teixeira, a minha mãe também usa, e pessoas da geração dela, pais de colegas minhas, e se não fosse assim dificilmente saberia alguma coisa de muita gente. Eu gosto de partilhar experiencias e gosto que partihem comigo :)