Aprender a lidar com pessoas difíceis #100palavraspordia 71/100



Há algo que precisa de permanecer intocável: a humildade no momento em que somos elogiados e a nobreza no momento em que somos atacados!


É das coisas que mais me custa, é "ter que levar" com pessoas azedas, difíceis, vá parvas mesmo.
Sabes aquilo tipo de pessoas que chegam sempre mal dispostas, que nunca esboçam um sorriso, que parece que o mundo inteiro lhes deve e que ninguém lhes paga, que lhes dizes "bom dia" e que te respondem para dentro, e que os outros é que têm de mudar porque elas é que estão certas? Sabes? Eu tinha a certeza que sim, infelizmente ninguém está livre de as apanhar, ele é no trabalho, na vida social e até familiar, ele é em qualquer lado.
Depois vais aturando, aturando, até que ficas com problemas no teu filtro e vai daí, se calhar é melhor aprenderes a fazer-lhe uma limpeza, porque viver sem filtro também não é positivo.

Procedimento de limpeza:

1. Muda o foco e aceita as diferenças. Todos nós temos qualidades e defeitos, e o que nos traz empatia com outra pessoa é precisamente onde colocamos a nossa atenção. Depois nem toda a gente tem de ser igual a nós e por esse motivo temos de tentar extrair o que de melhor há em cada pessoa.

2. Não sustentes qualquer tipo de comportamento ofensivo e agressivo porque pessoas assim provavelmente vão-te ganhar porque têm muita experiência. Então sai com elegância e delicadeza.
E usa esta frase que nunca falha "compreendo a tua situação", assim que dizes isto, estás a encerrar o dialogo.

3.  Este tipo de gente gosta de provocar situações. E por mais tentador que seja, não invistas numa provocação ou numa conversa desagradável e tenta perceber o tipo de rumo que está a levar à conversa, se te estiveres a tentar explicar ou a tentar defender o teu ponto de vista, pára, porque te estás a deixar conduzir.

4. É importante conheceres os teus limites e arranjares um plano de contingência para o colocares em pratica quando sentires que estás prestes a perder o controlo.



2 comentários:

Xana Nunes disse...

Estás a falar do meu querido colega de trabalho, não estás?
É que ele encaixa-se em tudo o que disseste e eu lido com ele precisamente da maneira que aconselhaste.
Estou no bom caminho para manter a sanidade mental, suponho.
Mas dá mais dicas, porque há dias em que nem com filtros limpos, nem com filtros novos, aturar tal pessoa se traduz em tarefa exequível por um banal ser humano como eu :p

Um beijinho grande, minha querida :)
https://umachavenadecharme.blogspot.pt/

O Melhor Vem a Seguir disse...

Xana "eles" andam por todo o lado ;)

Beijinhos