Salvador Sobral leva Portugal à Final da Eurovisão #100palavraspordia 8/100




A equação é simples e sem grande margem para dúvidas:
1 composição magnifica + arranjos lindíssimos + 1 voz de anjo = 1 canção brilhante
Com todo este potencial até seria estranho não passar à final. 
E como foi arrepiante ouvir esta musica deliciosa e em português, a única música desta gala que não foi cantada em inglês.

Foi o único que não cantou no palco principal, cantou no palco secundário rodeado do público, sem bailarinos, nem grandes invenções e com uma singularidade com que já nos habituou, cantou para uma plateia silenciosa e embalada pela melodia.
 
De uma maneira geral as músicas foram mais do mesmo. Houve de tudo, participações divertidas, irritantes, estridentes, e outras que pareciam passagem de modelos,  mas também houve boas participações, para além de "Amar pelos dois" gostei muito da música da Bélgica. A Suécia tem uma música agradável mas falta-lhe ali qualquer coisa, acho que se esqueceram de dizer ao Ken que para ser cantor não basta ter só uma voz bonita...ups.
Vibrei nesta semi-final como antigamente fazia em família
Que esta música seja uma lição. Não é preciso inventar muito, nem ir atrás da multidão quando até achamos que o caminho podia ser diferente. É fazer o que tem de ser feito, sem filtros, com simplicidade, paixão e acima de tudo com verdade naquilo que se faz. Isto não serve só para a música, serve para todas as áreas da nossa vida.



Sem comentários: