Os Santos Populares cá da minha terra #100palavraspordia 42/100


Nasci numa das zonas mais bonitas de Lisboa, de vista desafogada e privilegiada sobre a cidade e o Tejo. 
Cresci feliz e muito bem acompanhada, e apesar de já não viver na Graça, este bairro continua a fazer parte de mim, pois foi lá que aprendi quase tudo. 
Quando éramos pequenos, o sábado à tarde era o dia das mil e uma actividades, era uma agenda cheia de coisas giras, catequese, escuteiros e a preparação de expedições até ao Castelo de S. Jorge para fazer as nossas conquistas. Sempre acreditamos que iamos conseguir descobrir os caminhos secretos da igreja da Graça até ao Castelo tal como nos livros da Isabel Alçada e Alice Vieira nos faziam acreditar.
Nunca conseguimos mas também nunca ficamos muito preocupados, porque na verdade o que queriamos era apenas uma boa aventura.
Cresci rodeada de tradição e uma das que me lembro bem de fazer nesta altura do ano, e quando era pequenina, era pedir um tostãozinho para o Santo António.
Como eu gosto disto, desta azáfama, da sardinha assada, do cheiro a majerico, da música popular, de correr até ao cimo da rua para ver a linda marcha passar e sobretudo de ver gente do tempo da escola que regressa sempre nesta altura, tal como eu.



Sem comentários: