Contratação de Professores

Nunca entendi porque razão a contratação de professores tem que passar pelo ministério da educação.

Sim, sou leiga na matéria, mas não seria mais correcto cada escola, tal como uma empresa, ter capacidade financeira e autónoma para contratar os professores que irá precisar para cada ano lectivo?

Os critérios de selecção teriam que ser muito bem fundamentados e isentos de "cunhas", como é óbvio.

As escolas seriam como empresas, logo os professores e outros funcionários necessários deixariam de ser funcionários públicos, reduzindo assim uma boa fatia de despesa pública.

Por outro lado, podendo concorrer às escola da zona de residência, muitos dos professores deixariam de andar com a casa às costas, tipo caracol, e correr o país de lés a lés, para poder exercer a sua profissão, muitas vezes sacrificando a família e os filhos.





3 comentários:

Ana Margarida Sousa disse...

Apesar de concordar em parte, temos que ver o outro lado da situação. Se as escolas fossem autónomas, onde iam buscar a receita para pagar aos professores? Começariam a ser privadas e a cobrar propinas altas aos alunos, aumentar preços de bar etc.
É um assunto delicado, mas verdade seja dita, há DE CERTEZA outras maneiras de empregar os professores. Turmas de 30 alunos é exagero, é impossível para um professor e complicado pra um aluno (experiência própria), bastava mexerem nisso...

Ana Margarida Sousa disse...

Apesar de concordar em parte, temos que ver o outro lado da situação. Se as escolas fossem autónomas, onde iam buscar a receita para pagar aos professores? Começariam a ser privadas e a cobrar propinas altas aos alunos, aumentar preços de bar etc.
É um assunto delicado, mas verdade seja dita, há DE CERTEZA outras maneiras de empregar os professores. Turmas de 30 alunos é exagero, é impossível para um professor e complicado pra um aluno (experiência própria), bastava mexerem nisso...

Nieta disse...

É um ponto de vista bastante válido.
Como disse, sou leiga na matéria, mas sempre me fez confusão o facto dos professores terem que "abandonar" as suas casas e as suas famílias para poderem exercer a sua profissão.
Também acho que deve haver outras formas de resolver este problema e espero que encontrem uma solução.