Uma família devastada pelo bullying



Há coisas muito sérias na vida e esta história que vos trago hoje é um alerta para todos, sejam pais, professores, amigos ou mesmo inimigos. Não aconteceu cá, mas cá também já aconteceu algo semelhante. Vejam o vídeo e tirem as vossas próprias conclusões. ver video

Não sou mãe, mas conheço muitos {pais} e muito competentes no seu papel, atenciosos, acompanham o dia-a-dia dos filhos, vão às reuniões da escola, estão atentos a alterações de comportamento, e transmitem todos os dias aos filhos, amor. Também conheço professores extraordinários, que se dão ao “luxo” de conhecer os alunos, de os “estudar” um bocadinho e de lhes tentar dar a volta quando vão por um caminho menos bom. Isto é tudo muito bonito, mas dá trabalho!

E depois há os outros {que não fazem nada disto}.

Eu não acredito, que um miúdo que maltrate um colega da pior maneira possível, que o ameace todos os dias, que lhe bata e que lhe sugira a morte, tenha uma família que lhe passe valores e uma escola que o tenha educado e ensinado a ter regras e a respeitar os outros, se um adolescente se comporta desta forma cruel é porque algo falhou.

Mas falhou muito a sério ao ponto de muitas vezes destruir uma família por inteiro.

Tudo o que fazemos tem influência nos outros por isso é urgente estar atento e travar estes comportamentos mesquinhos e que podem ser tão danosos, é urgente castigar de forma a promover nestes jovens um reforço positivo, de forma a ensina-los a amar o próximo.



 E é tão culpado quem faz bullying como quem vê e não faz nada!

Sem comentários: